SOBRE NÓS

 

O MODATEX - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confecção e Lanifícios - é criado em 2011, através da Portaria n.º 135/2011, de 4 de Abril, com base num protocolo celebrado entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP,I.P.), a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção (ANIVEC/APIV) e a Associação Nacional dos Industriais de Lanifícios (ANIL).

Este Centro de abrangência nacional - Sede no Porto, Delegações em Lisboa e Covilhã, Pólos em Vila das Aves e Barcelos - objetiva contribuir para a melhor coordenação estratégica e operacional da formação no Sector, responder mais eficazmente às necessidades de qualificação, aperfeiçoamento e reconversão das pessoas e das organizações, bem como, apoiar tecnicamente e de forma próxima todos os players da Indústria Têxtil e Vestuário.

 

A atividade do MODATEX abrange:

 

  • Formação profissional;
  • Serviços a empresas do Sector: formação à medida; intervenções técnicas;
  • Processos de reconhecimento, validação e certificação de competências;
  • Participação em projetos nacionais e internacionais.

 

O Centro desenvolve Formação nas áreas de design moda, design têxtil, informática aplicada ao design, gestão e marketing de moda, merchandising de moda, artes têxteis, modelação e confeção industrial, modelação e confeção para atelier, alfaiataria, malhas, tecelagem, fiação, enobrecimento têxtil, qualidade na indústria têxtil e vestuário, planeamento e gestão da produção, manutenção, higiene e segurança no trabalho, gestão e comércio, comunicação e comportamento organizacional, métodos e tempos de trabalho, comércio internacional têxtil e vestuário e formação pedagógica de formadores.

O MODATEX segue uma conduta socialmente responsável e a sua Política da Qualidade assenta no cumprimento dos requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade, tendo em vista a melhoria contínua e a satisfação de todos os Stakeholders.

 

MISSÃO

Qualificar os Recursos Humanos e Valorizar os Agentes do Têxtil e do Vestuário contribuindo para o desenvolvimento das atividades económicas e da competitividade do Sector.

 

VISÃO

Liderar na Qualificação para o Sector do Têxtil e Vestuário.

 

VALORES

Pessoas

Proximidade

Criatividade

Competência

Inovação

 

PRINCÍPIOS

Oferecer valor, antecipando necessidades e superando as expectativas dos stakeholders;

Considerar o cliente co-criador de valor;

Respeitar os princípios do desenvolvimento sustentável;

Ser movido pela ética em todas as nossas atividades.

 

 

Estrutura Organizacional

 
 

 

  • Os Órgãos Sociais – constituídos por representantes dos Outorgantes do Protocolo de criação do Centro;
  • Direção;
  • Unidades e Setores de apoio à gestão e formação do Centro – constituída por uma equipa de colaboradores qualificados para apoiar os seus clientes.

 

 

 

Política da Qualidade

A Política da Qualidade do Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confecção e Lanifícios - MODATEX, assenta no cumprimento dos requisitos e melhoria da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade ao nível individual e da organização, tendo em vista a satidfação permanente dos formandos, formadores, colaboradores e clientes externos, em particular empresas do setor.

 

Constituem orientações da Direção do Modatex:

 

  • Criar novas formas de relação com os clientes externos e fornecedores.
  • Desenvolver novas ofertas de formação, disponibilizando uma qualidade de serviço de alto nível, numa perspectiva de antecipação de necessidades e de corresponder às expectativas dos clientes.
  • Aumentar o grau de satisfação dos clientes do MODATEX.
  • Valorizr e motivar o potencial humano da organização recorrendo a processos de formação, valorização de competências e desenvolvimento socioprofissional continuo e de motivação para o Serviço ao Cliente.
  • Fomentar o trabalho em equipa.
  • Promover a cultura da organizaçao, a qual deve pautar-se por regras de conduta ética, de respeito da integridade humana e de bem servir o cliente.
  • Afirmar a imagem de credibilidade/qualidade do Centro, pela eficaz utilização do Sistema de Gestão da Qualidade.

 

Os princípios citados serão da responsabilidade de todos os colaboradores do MODATEX.

 

O Modatex tem o seu Sistema de Gestão da Qualidade certificado pela norma NP EN ISO 9001:2015, pela APCER, com a preocupação de melhorar continuamente a qualidade dos seus serviços e de forma a satisfazer as necessidades e as expectativas dos Clientes.

Certificado APCER

Certificado IQNet

 

Outorgantes do Protocolo

 

As Entidades que criaram o MODATEX são as seguintes:

 

A Associação Nacional dos Industriais de Lanifí­cios (ANIL) é uma estrutura de carácter sectorial que associa e representa empresas têxteis que exercem a sua actividade no âmbito do subsector dos Lanifí­cios em Portugal.

 

Esta representa e defende os interesses das indústrias de lanifí­cios, respondendo às suas necessidades, de forma a garantir o desenvolvimento e a promoção das mesmas.

 

 
A Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção – ANIVEC/APIV – representa a indústria de vestuário e confecção portuguesa junto de várias instituições a nível nacional (Estado, CIP, Sindicatos, Imprensa) e internacional (IAF, Euratex, IFTF, Ginetex, Intercolor) associando empresas fabricantes e distribuidoras dos mais diversos produtos. Internamente a ANIVEC/APIV oferece aos seus associados um leque variado de serviços de natureza técnica, económica, jurídica, comercial, tecnológica, informativa e moda.
 
 
 
 
  A Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) é uma Associação Patronal, de âmbito nacional, que me 2003, com a fusão da APIM (Associação Portuguesa das Indústrias de Malha e de Confecção) e da APT (Associação Portuguesa dos Têxteis e Vestuário) se tornou na maior organização representativa do Sector Têxtil e do Vestuário português e uma das mais importantes em termos europeus.
 
 
O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP,I.P.) é um organismo público, sob a tutela do Ministério da Economia e do Emprego, ao qual compete a execução das políticas de emprego e formação profissional, definidas e aprovadas pelo governo.